Controle Biológico

A proteção de plantas contra incidência de pragas e doenças pode ser definida como o emprego de medidas que visam impedir ou diminuir a proliferação de organismos nocivos às culturas de importância econômica, de modo a evitar ou reduzir danos e, consequentemente, prejuízos.

O Controle Biológico consiste no uso de indivíduos ou organismos de ocorrência natural para prevenir, reduzir ou erradicar a infestação de pragas e doenças nas plantações. O uso dos agentes naturais tem como resultado a redução da população da praga ou incidência de doença, mantendo um nível que não cause danos econômicos à cultura (abaixo do Nível de Controle).

O primeiro requisito na escolha de um organismo para controle biológico é a não aptidão em causar danos às plantas ou alimentar-se delas. Dessa forma, o organismo liberado em quantidade em uma determinada área não tonar-se-á uma nova praga.

Outro princípio básico do biocontrole é o balanço final entre a população do organismo benéfico em relação à da praga, atingindo o equilíbrio após a liberação massal do primeiro. Portanto, não há que se temer infestações incontroláveis de agentes biológicos de controle. Da mesma forma, faz-se necessário inundar novamente áreas infestadas com pragas e doenças a cada ciclo da cultura.

GRÁFICO CLÁSSICO DE DINÂMICA DE POPULAÇÕES (DSP)

Os Agentes Biológicos de Controle (ABC) podem ser:

  • Microbiológicos: Microrganismos como vírus, fungos entomopatogênicos, fungos antagonistas, bactérias entomopatogênicas, bactérias antagonistas, ou;
  • Macrobiológicos: Macro organismos que atuam como parasitoides ou predadores e constituem uma estratégia eficaz nos programas de manejo de pragas, em diversas culturas. Nematoides entomopatogênicos, os nematoides do bem, também são classificados como macrobiológicos.
Controle Biológico

Produtos comerciais à base desses organismos são chamados defensivos biológicos e possuem características sustentáveis, tais como baixa toxicidade, segurança de manuseio, baixo impacto ambiental, baixa pressão de seleção de populações resistentes.

Os fungos entomopatogênicos, as bactérias entomopatogênicas e osnematoides entomopatogênicos atuam como inseticidas biológicos, parasitando diferentes estruturas morfológicas de insetos e ácaros, causando-lhes doença e morte.

Os fungos antagonistas e as bactérias antagonistas atuam como inibidores biológicos, ocupando o espaço e/ou liberando substâncias que inibem o crescimento de fungos, bactérias e nematoides indesejáveis no solo.

Parasitoides são organismos que desenvolvem-se dentro ou sobre outras espécies, não deixando-as chegar à fase adulta de reprodução. Os parasitoides podem subdividir-se em endoparasitoides (desenvolvem-se dentro de outros organismos) ou ectoparasitoides (desenvolvem-se na parte externa de outros organismos). Normalmente os parasitoides são vespas ou moscas que, de acordo com a espécie, estão aptos a parasitar diferentes fases do desenvolvimento das pragas, podendo ser: parasitoides exclusivos de ovos, de larvas, pupas ou adultos.

Predadores são insetos ou ácaros que alimentam-se de outros insetos e ácaros, consumindo várias presas para poder completar seu ciclo. Normalmente são generalistas, alimentando-se diariamente de ovos ou fases jovens de pragas.

trichodermil

TRICHODERMIL® é um fungicida biológico composto de linhagem selecionada do fungo Trichoderma harzianum, denominada ESALQ 1306. Certificado como insumo aprovado pelo IBD, foi o primeiro fungicida biológico registrado no Brasil, há mais de 8 anos.

Indicado para diversas culturas para controle de fungos de solo, causadores de doenças como: Rhizoctonia, Fusarium e Sclerotinia, sendo recomendado para aplicação preventiva através de pulverização, sulco de plantio, tratamento de sementes e irrigação via pivô.

O TRICHODERMIL® proporciona o bom desenvolvimento radicular da planta pela ação do fungo antagonista Trichoderma, que produz e libera substâncias como metabólitos e enzimas, que atuam na degradação de hifas de fungos fitopatogênicos, na decomposição de matéria orgânica e na liberação de nutrientes.

boveril-novo

BOVERIL® é um inseticida microbiológico composto de linhagem selecionada do fungo Beauveria bassiana, denominada ESALQ PL63. Certificado como insumo aprovado pelo IBD, foi o primeiro inseticida biológico registrado no Brasil.

Indicado para controle de insetos pragas em diversas culturas, BOVERIL® proporciona efeito de supressão da população de diversos grupos de insetos. Contribui para o manejo de resistência e para redução no uso dos defensivos químicos. O produto é ideal para o manejo integrado de pragas, promovendo uma agricultura mais sustentável, preservando os inimigos naturais e o equilíbrio do ecossistema.

diplomata
Diplomata é um inseticida biológico composto pelo vírus Helicoverpa armigera Nucleopolyhedrovirus (HearNPV) da família Baculoviridae, cujo o modo de ação é por ingestão das partículas virais depositadas nas folhas da cultura. O produto é recomendado para controle de lagartas da famíliaHeliotinae, tais como Helicoverpa zea, Helicoverpa armigera e Heliotis virensis) na cultura da Soja e Algodão.

metarril

Metarril® WP é um inseticida microbiológico de contato composto de linhagem selecionada do fungo Metarhizium anisopliae, denominada ESALQ E9. Certificado como insumo aprovado pelo IBD, foi o primeiro Inseticida biológico para controle de cigarrinhas em cana-de-açúcar, registrado no Brasil há mais de 10 anos.

O fungo Metarhizium anisopliae ocorre no ambiente de forma natural infectando insetos. O fungo germina na superfície do inseto alvo penetrando no tegumento e colonizando internamente o hospedeiro. Neste processo libera toxinas dentro do inseto, muda seus hábitos e leva a praga à morte. Os insetos colonizados por esse fungo tornam-se duros e cobertos por uma camada pulverulenta de conídios, a qual pode mostrar-se em tons de verde que variam de claro a escuro. Todo o processo ocorre normalmente entre 6 e 12 dias após a aplicação do produto.

Spical

SPICAL® é um acaricida biológico composto pelo ácaro predador Neoseiulus californicus, pertencente à família Phytoseiidae. Predadores são organismos que alimentam-se de outros insetos ou ácaros.

O SPICAL® não é tóxico para homem, animais e meio ambiente, sendo um produto de ação especifica, pois, o Neoseiulus californicus se alimenta exclusivamente de ácaros-praga.

Pode apresentar efeito residual. Em condições adequadas após as liberações, o ácaro predador pode se manter na área por um longo período, reproduzindo-se e atuando no controle da praga.

tricho-strip

Tricho-Strip é um inseticida biológico composto por indivíduos parasitoides do gêneroTrichogramma.

O Trichogramma é uma microvespa e suas fêmeas colocam ovos no interior de ovos de lepidópteros praga, inviabilizando-os, tornando-os de coloração escura e dando origem a novas vespas. Este processo demora de 7 a 12 dias, dependendo da temperatura ambiente. O Trichogramma pode ser utilizado em diversas culturas e é recomendado para controle dos seguintes lepidópteros praga: Chrysodeixis includens (falsa medideira),Anticarsia gemmatalis (lagarta da soja), Helicoverpa armigera, Neoleucionodes elegantalis(broca pequena), Tuta absoluta e Diatraea saccharaslis (broca da cana-de-açúcar).